fbpx

Cinco dicas criativas sobre o que fazer na quarentena

Com mais de 40 mil mortos pelo mundo em pouco menos de três meses desde a oficialização do primeiro caso, na China, a pandemia do coronavírus impôs uma nova realidade a inúmeras cidades mundo afora, muitas delas no Brasil, com um período de quarentena. Contudo, há um alento: podemos tirar proveito da tecnologia para nos mantermos ativos e aprender.

Diversas ações provam que, com uma dose de criatividade, é possível seguirmos com as atividades que curtimos. E explorar novos caminhos. Um exemplo disso é o cantor Gusttavo Lima.

No último sábado (28), o sertanejo fez uma live de show direto de sua casa, para YouTube e Facebook: o Buteco em Casa. O show superou (pasme!) a marca de 12 milhões de visualizações.

Segundo a coluna do jornalista Leo Dias, o show de Gusttavo teve um alcance de 731 mil pessoas. Para se ter uma ideia, em um comparativo com a audiência na TV, no mesmo período da live, só perdeu para a Rede Globo. 

Um show dentro de casa ser capaz de desbancar produções milionárias de canais de TV até pouco tempo. Bem pouco tempo!

Exemplos como esse de Gusttavo Lima mostram como a adaptação à crise e, especialmente, pensar fora da caixa (termo que nós, publicitários, amamos) pode nos manter ativos nesse período e render grandes insights para quando tudo voltar à normalidade.

Mas, enfim, vamos às dicas!

Com a suspensão das atividades acadêmicas e de alguns trabalhos, passamos a ter um tempo a mais no dia para preencher. Até mesmo quem ainda está na ativa, em home office, ganhou um tempinho extra, por não precisar se deslocar até a empresa para trabalhar.

E que tal aproveitar esse tempo extra com algumas de nossas dicas para sua quarentena?

  1. Faça cursos on-line
    Para quem deseja estudar, esse é um momento bastante propício! Os últimos dias reservaram um verdadeiro “boom” à promoção de cursos on-line. E o melhor: inúmeras plataformas de ensino passaram a disponibilizar diversos cursos gratuitamente!
    Muito além de oferecerem uma ótima chance de atualização, os cursos podem trazer perspectivas de novas áreas profissionais, algo importante diante das eventuais incertezas do pós-crise. E, em alguns casos, esse cursos podem garantir horas complementares para a sua faculdade.
  2. Amplie o contato on-line com amigos
    Esse é um período em que inúmeras pessoas estão mais vulneráveis emocionalmente. De acordo com pesquisa realizada pelo Datafolha, divulgada no último dia 22, nada menos que 74% dos entrevistados demonstravam medo de contraírem o novo coronavírus. Soma-se ainda as incertezas quanto a questões financeiras e, até mesmo, dificuldades de adaptação à nova rotina imposta pela Covid-19.
    Nesse sentido, usar as redes sociais e os aplicativos de mensagem para manter contato com amigos e colegas é uma ótima forma de darmos sequência ao “contato social”. E, logicamente, criar uma rede para reforçar os cuidados e transmitir mensagens positivas.
    Lembre-se que a comunicação tem poder e algumas boas palavras podem tornar o dia de uma pessoa melhor!
  3. Coloque a criatividade (e o networking) em dia
    De fato, a pandemia do novo coronavírus rende projeções econômicas para 2020 nada animadoras no mundo inteiro. No Brasil, o Produto Interno Bruto (PIB) deve contrair 0,48% em relação a 2019, segundo estimativas do Boletim Focus, do Banco Central, divulgadas na segunda-feira passada (30).
    Mas se o momento atual por um lado é extremamente delicado, inclusive ainda cercado por incertezas quanto à duração da pandemia, também pode reservar uma possibilidade de “virada profissional”.
    É histórico: muitas carreiras são reinventadas em períodos críticos. E ideias inovadoras, para suprir gaps de mercado. O Nescafé, por exemplo, surgiu nos anos 30, para suprir problemas de logística, pois, em longas viagens, os grãos de café chegavam muito degradados nos sacos.
    No mesmo período, a Nutella tornou-se uma “resposta” à falta de cacau no mercado italiano, por conta da destruição dos campos do país durante a Segunda Guerra Mundial.
    Claro que ter ideias fora da caixa para revolucionar a carreira (e o mercado) não são instantâneas, fáceis… Porém cursos on-line em áreas de criatividade e empreendedorismo podem te inspirar nessa tarefa.
    Outro caminho para insights é acompanhar as atualizações de conexões da principal mídia social corporativa do mundo: o LinkedIn. Por lá, você também poderá afinar seu networking com pessoas que poderão fazer a diferença pela sua carreira.
  4. Assista suas séries – e faça exercícios (sim, é sério!)
    Assistir suas séries ou filmes prediletos nas plataformas de streaming é sempre bacana. No entanto, é preciso certa moderação ao maratonar! Diversos estudos comprovam os malefícios da falta de atividade à saúde. Um deles, da Universidade de Osaka, Japão, revelou que, após cinco a seis horas em frente à TV, as chances de morte por embolia, por conta da falta de circulação de sangue, dobram.
    Agora imagine neste período de isolamento, quando a tendência é reduzir as atividades físicas…
    Uma boa alternativa é criar uma programação do que você deseja assistir no dia e mesclar pausas com exercícios moderados. O aplicativo Nike Training Club é uma boa opção para quem deseja malhar em casa.
  5. Organize sua casa
    Esteja você afastado de seu trabalho, de férias ou em home office, admita: de uma hora para outra, a casa passou a virar o seu principal “point”. Nesse sentido, nada mais justo que dar uma atenção maior à organização dela.
    O lado positivo é que estudos apontam que uma casa bem organizada auxilia na concentração e tranquilidade de seus moradores, elementos muito bem-vindos neste instante delicado.

Conheça quatro aplicativos que podem te ajudar nessa tarefa:

  • Green Shine: dicas de limpeza.
  • Sortly: para saber onde guardou os utensílios.
  • Home Routines: lembretes para atividades caseiras.
  • BrightNest: sugestões sobre como arrumar a casa.

Use o atual momento para renovar-se com criatividade, e tirando proveito da tecnologia!

Enviar um comentário