Design Thinking: você sabe o que é?

Nossos avós costumavam dizer que para todo problema existe uma solução. A princípio, esse é basicamente o conceito de Design Thinking, uma abordagem para o termo “pensamento criativo”, que se completa com:

  • uma boa equipe conectada;
  • facilidade em organizar ideias;
  • boas ferramentas de trabalho.

Logo, o Design Thinking parte do princípio que cada especialista tem um conhecimento único. E que, ao unir a expertise de cada um deles, é possível montar um time altamente qualificado. Capaz de vencer qualquer desafio.

Dessa forma, a capacidade de inovar e encontrar soluções criativas para problemas comuns é um dos aspectos mais determinantes na trajetória de uma empresa.

Na prática, o Design Thinking não traz uma fórmula específica para sua implantação das coisas. Mas cria a condição necessária para maximizar a geração de insights e a aplicação deles. Ou seja, o time trabalha em um processo realizado de forma colaborativa, de modo a reunir o máximo de perspectivas diferentes para assim conquistar o melhor resultado.

Qual a importância do Design Thinking?

Por ser uma forma mais criativa de se trabalhar, o Design Thinking pode agregar muito valor à sua marca, considerando o rotativo compartilhamento de ideias inovadoras entre as equipes. 

Sendo assim, ao implementar uma filosofia voltada ao Design Thinking, você poderá usufruir de toda a expertise dos colaboradores da agência. Prontamente treinados a ajudar você a resolver qualquer problema.

E uma agência pode te ajudar nessa tarefa.

Trabalhar em parceria com uma agência de marketing digital reduz os custos e/ou investimentos para administrar uma equipe. Além disso, te proporciona diferentes possibilidades e perspectivas que talvez você não tivesse com a sua própria equipe.

Como a agência trabalha o Design Thinking?

Todo processo que busca resolver um problema, geralmente começa com uma análise completa do obstáculo a ser superado. Com isso, aparecem as possíveis soluções, e, consequentemente, as definições para cada aplicação.

Tudo dividido em quatro etapas: imersão, ideação, prototipação e desenvolvimento.

Imersão: um mergulho em tudo o que envolve e afeta a empresa. Com a ajuda da análise SWOT, a equipe da agência mapeará, junto com você, as ameaças, oportunidades, fraquezas e pontos fortes do seu negócio.

Isso incluirá:

  • coletar feedbacks de clientes;
  • coletar informações completas sobre o negócio;
  • criar soluções que possam ser efetivamente utilizadas;

Ideação: como o nome sugere, é a produção de ideias relevantes para realizar as melhorias necessárias. É nesse momento que a equipe de especialistas da agência entra com insights obtidos na etapa de análise.

Prototipação: depois de reunir muitas ideias relevantes, é hora de filtrá-las. Será nesse momento que a equipe da agência ajudará você a decidir o que será realmente eficaz para alavancar os seus negócios.

Desenvolvimento: finalmente, chega a hora de tirar tudo do papel e colocar em prática.

Além de uma boa estratégia de comunicação e publicidade, você ainda precisará contar com uma equipe que mantenha o monitoramento de todas as ações. Isso gera a chance de pontos de melhorias e avaliação do sucesso da operação.

Enfim, como você pode perceber, o Design Thinking envolve muitos pequenos detalhes que, às vezes, podem passar sem ser notados.

No entanto, você ficou com alguma dúvida sobre esse assunto, entre em contato com a gente, ou compartilhe a sua dúvida nos comentários. 

Gostou desse conteúdo? Então leia também o artigo: Quais são os principais desafios do Marketing Digital?

Enviar um comentário